segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Presidente da Colômbia faz afundar mais o Zé: Bye...bye Serra 2010


A oposição e o PIG (Partido da Imprensa Golpista) vêm a algum tempo insistindo na ligação do PT com as FARC e com o narcotráfico. As decrarações do Índio, vice do Zé e do próprio Zé, foram agora desacreditadas. Pois a parir das declarações do presidente da Colômbia, publicadas na inssuspetíssima Veja, as declarações de Juan Manuel Santos, presidente da Colômbia e – atenção – ex-Ministro da Defesa daquele país, desmitifica mais este factóide Demotucano:

Veja: O partido do presidente Lula, o PT, tem relações documentadas com as Farc. O senhor pretende obter de Lula o repúdio público à guerrilha, nos moldes da declaração feita por seu colega venezuelano Hugo Chávez?

Quando fui ministro da Defesa, minha experiência com o governo do presidente Lula foi muito positiva. Obtive um rechaço categórico às Farc por parte do ministro da Defesa, Nelson Jobim, durante uma viagem dele à Colômbia. Ele disse que não permitiria que as Farc tivessem nenhum tipo de presença ou influência no Brasil.

O ministro afirmou que os guerrilheiros seriam recebidos a tiros, o que nos causou uma impressão muito boa. Não tenho, portanto, percebido afinidade ou complacência do governo Lula com o terrorismo e estou certo de que, quando nos sentarmos para conversar, essa será a posição do presidente brasileiro.

Veja: Documentos encontrados nos computadores de Raúl Reyes (chefe guerrilheiro morto por comandos colombianos em 2008 no lado equatoriano da fronteira) revelam contatos bem amigáveis entre as Farc e alguns integrantes do PT…

Sim, é possível que tenha ocorrido algum contato do PT com as Farc — assim como as Farc tiveram contato com diversos políticos colombianos, inclusive comigo. Tive contato com as Farc durante os processos de paz. O fato de alguns nomes de brasileiros terem aparecido nos computadores das Farc não necessariamente significa que aquelas pessoas sejam cúmplices com grupos fora da lei. Uma coisa é estabelecer contatos, outra é ser cúmplice.

FHC confidencia mágoa por não ter "feitos" de seu governo exaltados por Serra


Saiu no Correio Brasiliense AQUI

Para interlocutores próximos, o ex-presidente — além de demonstrar preocupação com um quadro que, não imaginavam os tucanos, parece estar decidido muito cedo na campanha presidencial — tem confidenciado estar magoado por não observar os feitos de seus oito anos de mandato em evidência na campanha de Serra. “Ele gostaria de ver as teses do governo dele sendo defendidas”, diz outro integrante do partido.

A estratégia da sigla, segundo especialistas, é um tiro no pé. O isolamento de FHC pode significar uma perda política para o PSDB e para Serra, já que ambos correm o risco de saírem enfraquecidos. “Lula perdeu várias eleições, mas nunca perdeu politicamente, porque ele sempre firmou posição. Na política, você tem que deixar claro quem é você e qual a sua história. O partido deveria reconhecer que o governo FHC, embora não seja um sucesso de público, foi um sucesso de crítica”, diz Carlos Melo, cientista político e professor do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.


Não dá nada certo pro Zé: O tal "impostômetro" pifou


Uma falha no impostômetro, painel da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que contabiliza o imposto arrecadado em todo o País, frustrou nesta manhã os planos do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, de acompanhar a virada que marcaria o recolhimento de R$ 800 bilhões em tributos. Em frente ao painel, localizado na região central da capital paulista, desde as 11h20, Serra esperava a virada, ao lado do candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de líderes do PSDB e DEM.

Por volta do meio dia, quando faltavam cerca de R$ 7 milhões para a virada, o letreiro apagou. Serra ficou sobre um viaduto acenando para populares, enquanto o candidato a vice de Alckmin, Guilherme Afif Domingos, tentava solucionar o problema. Dez minutos depois, Afif trouxe a notícia: “o sistema que registra a arrecadação no Paraná caiu. Não foi aqui”. Com o painel apagado, Serra resolveu fazer uma curta caminhada pelo centro e tomar um café em uma lanchonete.

É bom lembrar que, o tal impostômetro, é criação para críticas a carga tributária bresileira. E o seu "responsável" é o candidato a vice do Alckmin, Afif Domingos (DEM).

Mas eles não dizem que, do total arrecadado, sai o salário de servidores civís e militares (inclusive o salário do governador Alckmin, que estava presente para faturar eleitoralmente com no ato). Também escondem que também vai para o pagamento dos aposentados e pensionistas, para o FGTS, o PIS/PASEP, a saúde, educação, assim como os investimetos em todas as áreas.
E mais, grande parte destes valores, sai do estado de São Paulo, o estado mais rico da federação, que eles governam.

Bom, mas isso eles não falam.

Mais um ataque especulativo na Orla do Guaíba: Eles não se cansam!


Parece que estamos frente a uma nova investida especulativa da Orla do Guaíba. Hoje o dublê de prefeito Fortunati recebeu um documento intitulado de "Propostas arquitetônicas com alternativas de lazer e esportes na orla do Guaíba". Leia a matéria AQUI

A proposta, "é um desafio que exigirá a participação do poder público e da iniciativa privada. Parte das obras será viabilizada com recursos de emendas da bancada gaúcha na Câmara Federal, que correspondem a R$ 27 milhões, e outra parte por meio de Parcerias Público Privada".

Vejam bem, novamente a iniciativa privada é chamada a contribuir com o erário público. Será que não há verbas públicas para gerir o espaço público?

Eu moro no centro de Porto Alegre e sou usuário da Orla do Guaíba. É claro que melhorias são bem vindas para qualificar este importante espaço público. Mas não posso concordar com a forma de se fazer estas melhorias.

É só conferir de perto a "adoção" da Orla do Guaíba, da Usina do Gazômetro ao Anfiteatro Pôr do Sol pela Pepsi, e ver que, o que estava previsto, mais da metade ficou somente na promessa. Daí eles usam o espaço para faturar.

Na proposta esté prevista a construção de bares, restaurantes e quiosques pra atrair a população.
Mas aí eu pergunto: quem vai se beneficiar financeiramente da exploração deste comércio?

Mas o que me deixa mais indignado é a sanha capitalista que, ao invés de, por exemplo, despoluir o Arroio Dilúvio, vão fazer "obras" para quê? Para o povo ou para quem pode pagar a conta dos bares e resaturantes?

"O documento entregue ao prefeito José Fortunati também terá sugestões técnicas relativas à captação de parceiros privados e planos de gestão específicos para cada empreendimento, visando à viabilidade financeira e mercadológica das intervenções. A revitalização da orla faz parte do conjunto de ações projetadas para a Copa do Mundo de 2014".

Fica aqui mais uma indagação: Quem, cara pálida, elaborou este "documento"?

As empreiteiras? A prefeitura? A socidedade foi ouvida?
Pois é...

Dilma abre 24 pontos de vantagem sobre Serra, mas Globope vê empate no sul.


É incrivel como tentam sempre dar uma forcinha para o Zé. A pesquisa do último fim de semana aponta uma diferença de 24% para a Dilma. Mas o Globope diz que há empate técnico na Região Sul. Pelos números apurados, dila tem 40% e o Zé tem 35%: um empate? Claro que eles dizem que a maregem de erro...blá, blá, blá...

O PIG (Partido da Imprensa Golpista) faz de tudo para ajudar o Serra. Que dizer, 5% de diferença é empate.

Leia aqui a matéria do Estadão:

"Após dez dias de exposição dos candidatos à Presidência no horário eleitoral, a petista Dilma Rousseff abriu 24 pontos de vantagem sobre o tucano José Serra. Se a eleição fosse hoje, ela venceria no primeiro turno, com 59% dos votos válidos.

Segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, Dilma chegou a 51% das intenções de voto, um crescimento de oito pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior do mesmo instituto, feito às vésperas do início da propaganda eleitoral.

Desde então, Serra passou de 32% para 27%. Marina Silva, do PV, oscilou de 8% para 7%. Somados, os adversários da petista têm 35 pontos, 16 a menos do que ela".

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

E o "caos da Saúde": quem tem a responsabilidade mesmo?


Os veículos midiáticos do Rio Grande do Sul, principamente os de Porto Alegre, vêm destacando em suas manchetes o "caos da Saúde". De uma forma um tanto tangencial, não conseguem sequer uma tese. Fica implícita a responsabilidade do SUS (Sistema Único de Saúde), mas esquecem de responsabilizar os gestores do sistema, o Estado e os municípios. Pois a União repassa os recursos para que os entes federados apliquem os recursos e gerenciem o sistema.

Mas o mais, digamos, estranho, é que a mídia não aponta e nem cobra destes gestores a sua responsabilidade no "caos da Saúde".

Em Porto Alegre, tivemos o assassinato do Secretário da Saúde, Eliseu Santos, envolvido com esquema de propina em contratos de segurança da Secretaria e outro contrato com o Instituto Solus na gestão da Saúde da Familia, que desviou mais de 35 milhões de Reais dos cofres públicos.

No Governo do Estado, temos um secretário que está fazendo carreira a frente da Secretaria Estadual da Saúde, Osmar Terra, foi secretário no governo Rigotto e agora é secretário do des-governo Yeda.

Mas ao que parece, estes fatos, não têm influência nenhuma no estado da saúde dos gaíchos. Para mídia, o "caos", não tem dono. Ou melhor, o dono é o Governo Federal que, também tem parcela de culpa, pois deveria destituir os gestores que não cumprem a Constituição.

Sobre esse tema, cabe destacar a nota divulgada pelo Conselho Estadual de Saúde estimando que R$ 7 bilhões deixaram de ser aplicados em ações de Saúde pelo governo gaúcho nos últimos dez anos. A nota também critica o Conselho Regional de Medicina (Cremers), qualificando-o de corporativista por ter acionado o poder Judiciário para legalizar a cobrança extra no SUS (para escolher o médico e o leito de internação) com o objetivo de buscar lucro “deixando sem atendimento o paciente que não pode pagar”.

O Conselho também identifica outros responsáveis para o que chama de situação de calamidade pública no atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado. Entre esses, falta de hospitais públicos, prática de ambulancioterapia, contratos insuficientes com hospitais privados, que não cumprem a totalidade do que é acertado, e falta de estrutura para os conselhos fiscalizarem. A nota acusa ainda o Poder Legislativo e o Tribunal de Contas de cumplicidade com o Executivo por não exigirem a aplicação de mais recursos na saúde. O CES recomenda a requisição de leitos em hospitais privados para minimizar os problemas.

Leia a matéria completa AQUI

Tarso aumenta vantagem para 15%: Parece que o povo não quer mais os mesmos.


Ao que tudo indica, a condidata Dilma Russeff, com sua liderança nas pesquisas na eleição a presidente, está alavancando candidatos aliados em todo o Brasil.

No Rio Grande do Su, este fenômeno também pode estar ocorrendo. Mesmo que desde o lançamento da candidatura de Tarso, ele sempre ficou a frente de seus adversários, o aumento da diferença entre seu principal oponente, o Foga$$a, pode ter a influência de Dilma que, ao que tudo indica, pode levar o pleito já no primeiro turno.

Na primeira pesquisa Datafolha publicada AQUI para intenção de voto ao governo do Rio Grande do Sul, após o início do horário eleitoral obrigatório, Tarso Genro (PT) aparece com 42%. José Fogaça (PMDB) tem 27% e Yeda Crusius (PSDB) vem em terceiro, com 14%.

O levantamento mostra que o petista ampliou a vantagem sobre o segundo colocado desde a sondagem feita em julho, quando Tarso tinha 35%. No início de agosto, subiu três pontos, indo a 38%, e agora cresce quatro pontos, chegando a 42%. Fogaça continua com os mesmos 27% nas três pesquisas. Com isso, o candidato do PT aparece com 15 pontos à frente do peemedebista.


Aqui no RS, a exemplo do Brasil, se Tarso crescer um pouquino mais, leva no primeiro turno. Acho que o povo gaúcho já está cheio de ver a direita tomando conta do Estado.


Nos governos Rigotto/Yeda, o nosso Estado ficou, além de empacado, contaminado por desvios e corrupção. Milhões de Reais deixaram de ser investidos no desenvolvimento do RS. Isso sem levarmos em conta a violência contra os movimentos sociais, professores e funcionários públicos.


Espero com impaciência um desfecho favorável a Tarso, pois somente uma verdadeira mudança pode levar o nosso estado ao desenvolvimento econômico com justiça social.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Mais empregos para o brasileiro: Bay, bay Zé...




A taxa de desemprego média no Brasil em julho foi de 6,9%, desacelerando frente aos 7,0% registrados em junho, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Esse índice é o menor para meses de julho na série histórica do órgão, iniciada em março de 2002.

Na comparação com julho de 2009, houve um decréscimo de 1,1 ponto percentual --a taxa havia ficado em 8,0% influenciada pelos efeitos da crise econômica mundial.

A renda média do trabalhador cresceu 2,2% em julho, ficando em R$ 1.452,50. No ano, a expansão chega a 5,1%.

Em julho, o IBGE registrou uma média mensal de 1,6 milhão de pessoas desocupadas. Em relação a junho, houve estabilidade nesse contingente. Já na comparação com o mesmo mês no ano passado, houve queda de 11,3%.

A população ocupada média em julho foi de 22 milhões de trabalhadores, com estabilidade ante o mês anteror e crescimento de 3,2% no confronto com julho de 2009.


Agora é Dilmaisss!!!!!


A mesma pesquisa DataFolha/Globo que dá 79% de aprovação ao governo Lula, mostra uma vantagem de 20% de Dilma (PT). A petista aparece com 49% contra 29% do Zé (PSDB).

Leia AQUI

Dilma já lidera também nos chamados redutos tucanos

"O levantamento, encomendado pela "Folha de S. Paulo" e pela TV Globo, mostra ainda que Dilma lidera em segmentos que antes eram redutos de Serra. A petista passou o tucano em São Paulo, no Rio Grande do Sul e entre os eleitores com maior renda.

Em São Paulo, onde o PSDB está no poder há 16 anos, Dilma obteve 41% da preferência do eleitorado, contra 36% de Serra. Na última sondagem, a petista aparecia com 34%, e o tucano, com 41%, no estado.

No Rio Grande do Sul, Dilma subiu de 35% para 43%, enquanto Serra caiu de 43% para 39%, no mesmo período".

Lula é o CARA!!!!


Em pesquisa DataFolha divugada hoje, o Presidente Lula bate mais uma vez seu próprio record de popularidade.

79%


Desde dezembro sua taxa de "bom/ótimo" está acima de 70%. Segundo o Datafolha, hoje 17% consideram a administração federal do PT "regular". Para outros 4% o governo é "ruim/péssimo".

Embora as variações da taxa de aprovação tenham sido dentro da margem de erro da pesquisa Datafolha, Lula é o primeiro presidente da República a alcançar esse percentual de popularidade nas pesquisas do instituto.

O Datafolha pesquisou a avaliação de todos os presidentes eleitos pelo voto direto depois da ditadura militar (1964-1985). Fernando Collor (1990-1992) teve uma popularidade máxima de 36%. Fernando Henrique Cardoso (1995-2001) chegou a 47%.

Apesar do recorde de popularidade, a nota média atribuída ao presidente não mudou. Era 8,1 no início do mês e ficou estável.

Para 81% dos eleitores brasileiros, Lula merece notas iguais ou superiores a 7, sendo que 33% citam a nota máxima, dez. Só 2% dos entrevistados dão zero.

Lula vai melhor entre eleitores de Dilma Rousseff (8,9), habitantes do Nordeste (8,7), os pernambucanos (8,9) e os que têm nível fundamental de escolaridade (8,6) e renda familiar de até dois salários mínimos (8,5).

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O que é um tucano? Um corvo disfarçado.


Por Emir Sader

Avis rara, animal político com grave risco de extinção, o tucano se diferencia dos outros animais. Identifiquemos suas características, antes que seja tarde demais:

O tucano tem certeza que tem razão em tudo o que diz e faz.

O tucano lê a Folha de São Paulo cedinho e acredita em tudo o que lê.

O tucano nunca foi à América Latina, considera o continente uma área pré-capitalista e, portanto, pré-civilizatória.

O tucano considera a Bolívia uma espécie de aldeia de xavantes e a Venezuela uma Albânia.

O tucano nunca foi a Cuba, mas achou horrível.

O tucano foi a Buenos Aires (fazer compras com a patroa), mas considera a Argentina uma província européia.

O tucano considera FHC merecedor de Prêmios Nobel – da Paz, de Literatura, de física, de química, quaisquer.

O tucano considera o povo muito ingrato, ao não reconhecer o bem que os tucanos – com FHC à cabeça - fizeram e fazem pelo país.

A cada derrota acachapante, o tucano volta à carga da mesma maneira: ele tinha razão, o povo é que não o entendeu.

O tucano acha o povo malcheiroso.

O tucano considera que São Paulo (em particular os Jardins paulistanos) o auge da civilização, de onde deve se estender para as mais remotas regiões do país, para que o Brasil possa um dia ser considerado livre da barbárie.

O tucano mora nos Jardins ou ambiciona um dia morar lá.

O tucano é branco ou se considera branco.

O tucano compra Veja, mas não lê. (Ele já leu a Folha).

O tucano tem esperança de retomar o movimento Cansei!

O tucano tem saudades de 1932.

O tucano venera Washington Luis e odeia Getúlio Vargas.

O tucano só vai a cinema de shopping.

O tucano só vai a shopping.

O tucano freqüenta a Daslu, mesmo que seja por solidariedade às injustiças sofridas em função da ação da Justiça petista.

O tucano nem pronuncia o nome do Lula: fala Ele.

O tucano conhece o Nordeste pelas novelas da Globo.

O tucano dorme assistindo o programa do Jô.

O tucano acorda assistindo o Bom dia Brasil.

O tucano acha o Galvão Bueno a cara e a voz do Brasil.

O tucano recorta todos os artigos da página 2 da Folha para ler depois.

O tucano acha o Serra o melhor administrador do mundo.

O tucano acha Alckmin encantador.

O tucano tem ódio de Lula porque tem ódio do Brasil.

O tucano sempre acha que mereceria ter triunfado.

O tucano é mal humorado, nunca sorri e quando sorri – como diz The Economist sobre o candidato tucano - é assustador.

O tucano não tem espírito de humor. Também não tem motivos para achar graças das coisas. É um amargurado com o mundo e com as pessoas pelo que queria que o mundo fosse e não é.

O tucano considera a Barão de Limeira sua Meca.

O tucano acha o povo brasileiro preguiçoso. Acha que há milhões de “inimpregáveis” no Brasil.

O tucano acha a globalização “o novo Renascimento da humanidade”.

O tucano se acha.

O tucano pertence a uma minoria que acha que pode falar em nome da maioria.

O tucano é um corvo disfarçado de tucano.

Tática do medo: a mídia serrista vai fazer de tudo para levar o Zé para o segundo turno


Como já aconteceu no passado, quando é eminente a derrota da direita, a tática (já que até agora os factóides não sutiram efeito) é a do medo. Lembram da Regina Duarte.

Pois é, agora que Dilma tem 17 pontos de vantagem sobre o Zé, e seus aliados iniciam a debandada, pergunto a vocês:

Quem poderá ajudar o Zé?

Quem respondeu o PIG (Partido da Imprensa Golpista) acertou. E a tática é a mesma: O MEDO.

É só ver o que a Folha de São Paulo, serrista até de baixo d'água, colocou em manchete de primeira página.

Fica bem claro, não é?

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Dilma é terrorista, tenho que admitir.


Pois é, vemos e ouvimos a toda hora o PIG (Partido da Imprensa Golpista) e seus "colonistas" e a oposição, os Demo-tucanos, insistirem que a candidata Dilma Risseff foi terrorista.

Aí eu fiquei... fiquei... fiquei pensando e chegei a uma aterradora conclusão:

DILMA É TERRORISTA:

ELA "BOTOU" TERROR E IMPLODIU A CAMPANHA DO ZÉ SERRA.

Hoje no blog do Josias de Souza (que, como um bom tucano, está perdendo a compustura) AQUI, ele fala do sentimento apático da oposição sobre o rumo da campanha eleitoral de 2010.
"Esboçada em todas as pesquisas de opinião, a perspectiva de vitória de Dilma Rousseff deslocou o foco da oposição. As cúpulas do PSDB e do DEM decidiram voltar suas atenções para a disputa travada nos Estados pelas cadeiras do Senado. A iniciativa da articulação partiu de Fernando Henrique Cardoso. Ele deflagrou o movimento na semana passada. Sem alarde, FHC dividiu suas apreensões com Jorge Bornhausen, presidente de honra do DEM; e Sérgio Guerra, presidente do PSDB. Acha que, confirmando-se o triunfo de Dilma, não restará à oposição senão erguer no Legislativo barricadas contra a “dominação” petista".

Um ano se passou e, nada: O asssssinato do sem tarra Elton Brun continua sem castigo.


No RS Uregente, foi publicado um artigo de Jacques Tavora Alfonsin, que é Preocurador aposentado do Ministério Público Estadual a resperito da inércia da Justiça Estadual a respeito da investigação sobre o assassinato ocorrido no ano passado durante uma desocupação em São Gabriel.

No dia 21 deste mês de agosto completou-se um ano do assassinato praticado contra o agricultor Elton Brum da Silva, como conseqüência de uma ordem judicial determinada em ação movida contra agricultores sem-terra, como ele, no município de São Gabriel. A agilidade que o Poder Judiciário mostrou para defender o direito de propriedade, no processo que assassinou Elton, é geometricamente desproporcional aos males que esse direito causa, mesmo quando descumpre a sua função social.

Para se ter uma idéia desse fato, é suficiente uma busca de internet no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, comarca de São Gabriel, para se constatar que nem data de audiência para coleta de possíveis provas foi designada, no processo 20900023900, que apura a responsabilidade criminal do policial militar que matou o Elton.

Leia a matéria completa AQUI

Não é de se admirar. No meu modo de ver, a Justiça somente é justa, quando é para quem tem dinheiro e/ou poder. Neste caso, e naquela região, as instâncias públicas, são dominadas por agentes ligados ao poder dos latifundiários. Lembro bem que, a época, havia uma procuradora acompanhando a desocupação que delarou que, a ação da brigada militar, havia sido "profissional". Depois, ficou se sabendo que, a tal procuradora, era casada com um grade latifundiário de São Gabriel.

Então dá para entender a morosidade do processo, não é mesmo?

Em tempo: Os excessos da Brigada Militar contra os movimentos sociais tornaram-se rotina sob o governo da tucana Yeda Crusius. Com carta branca da governadora, o comando da corporação reprimiu com brutalidade incomum protestos no campo e na cidade, onde não faltaram até mesmo cenas de professoras ensanguentadas jogadas ao chão diante do Palácio Piratini. O assunto ganhou tanta notoriedade que, em 2009, antes mesmo da morte do sem terra, o Rio Grande do Sul já obtinha destaque negativo no Informe sobre o Estado dos Direitos Humanos no Mundo, editado pela Anistia Internacional.

sábado, 21 de agosto de 2010

Dilma 47% x 30% Zé: mas o Pior (melhor!) é o abandono no Sul

ABANDONO NO RS

Aqui na Folha de São Paulo:

Caso emblemático na campanha do Zé é o abandono dos seus aliados (?). No Brasil todo, o Zé é escondido. E é o mais contudente o Rio Grande do Sul, onde Serra tinha a perspectiva de subir em dois palanques --o da governadora tucana Yeda Crusius e de José Fogaça (PMDB).

Na prática, porém, Serra ficou sozinho até agora. No programa de TV, Yeda não fez nenhuma referência ao presidenciável até agora, assim como Fogaça, que se diz neutro na disputa para o Palácio do Planalto.

O presidente do PSDB-RS, Cláudio Diaz, nega que a governadora esteja escondendo o presidenciável.

"Tudo será mostrado na hora certa. Aqui ele tem o melhor desempenho no Brasil. Ninguém pode botar a culpa do pseudo mau desempenho do Serra no Brasil nem no RS nem na Yeda", disse.

Embora Serra tenha apoio declarado de congressistas do PMDB, a base do partido está rachada.

Numa articulação do candidato a vice Michel Temer, prefeitos do PMDB-RS farão um ato para declarar apoio a Dilma na próxima semana.

Segundo os líderes dilmistas, 100 dos 140 prefeitos do PMDB vão entrar na campanha da petista.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Até 2012, o governo Lula vai implantar mais 134 campi de Universidades federais no País


Foi-se o tempo em que somente os privilegiados tinham acesso à Universidade. Hoje com o PróUni e o sistema de cotas, os estudantes de baixa renda são parte integrate do Ensino Superior.

Esta é uma realidade que atormenta as elites que não se sentem à vontade de ter a seu lado nos bancos das universidades os pobres.

Segundo a Agencia Brasil , o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (20) que o investimento em educação mudou o “paradigma da desigualdade” do país. De acordo com ele, a melhor distribuição de recursos entre as regiões brasileiras fez com que, áreas reconhecidas por indicadores sociais negativos, como o Nordeste, melhorassem sua participação na geração de conhecimento.

“O Sul e o Sudeste até dias atrás formavam 65% dos doutores do país. O Nordeste formava 1,3%. Hoje, tem 9,7%”, disse o presidente, em discurso durante inauguração de novas instalações do campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em Sorocaba, a 90 quilômetros da capital.

Lula disse também que a transformação social no Norte e Nordeste é o benefício mais importante da abertura de novas universidades e escolas técnicas nas regiões. “O que importa é que a gente está mudando o paradigma, tornando o país um pouco mais igualitário.”

A UFSCar está instalada em Sorocaba desde 2006. Em 2008, a universidade inaugurou seu primeiro prédio próprio na cidade. Nesta manhã, o presidente Lula e o governador de São Paulo, Alberto Goldman, participaram da cerimônia de inauguração de novos prédios da universidade.

Com as novas estruturas, a UFSCar passa a ter 17 salas de aula e 15 laboratórios em Sorocaba, além de um restaurante, vestiários, quadras e salas para o departamento administrativo. Ao todo, são 13 mil metros quadrados de área construída em uma terreno de 70 hectares, doado pelo prefeitura.

Simultaneamente à inauguração da UFSCar, o ministro da Educação, Fernando Haddad, inaugurou o campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Curitibanos (SC). Em cerimônia transmitida em telão instalado no campus da UFSCar de Sorocaba, Haddad afirmou que o governo federal vai construir 134 campi de universidades federais até 2012 e alcançar pelo menos mil municípios brasileiros com programas de expansão do acesso ao ensino superior. A informação é da Agência Brasil.

Serra denuncia a censura à imprensa feita por Lula e pelo PT


O Serra (PSDB, DEM, PPS) ou melhor o Zé, que agora é o Zé do Lula, no ninho da serpente do PIG (Partido da Imprensa Golpista) o Congresso Brasileiro de Jornais, "denunciou" que Lula e o PT, fazem (sic) sendura a imprensa.


Mas Ele não diz que, por conta de uma pergunta, feita pelo jornalista Herodoto Barbeiro, sobre os preços abusivos dos pedágios em São Paulo, no programa Roda Viva da TV Cultura (emissora chapa-branca do governo paulista), lhe custou o emprego.


Este é o Zé... desesperado, vai perder não somete somente a eleição, mas a compustura, a honra (se é que ele sabe o que é isso), e o que lhe restou de hombridade e ética.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Bay, bay Zé 2010: Brasil cria 182 mil vagas formais em julho e bate recorde no acumulado do ano


Em matéria da Folha de São Paulo, a geração de empregos formais no país atingiu 181.796 novas vagas em julho, o segundo melhor desempenho para o mês da série histórica. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados nesta quinta-feira.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o índice fica atrás apenas de julho de 2008, quando foram geradas mais de 200 mil vagas.

O emprego formal no país vem registrando alta desde janeiro, e acumula saldo de 1.655.116 novos postos com carteira assinada no ano, recorde da série histórica, iniciada em 1991. O número é 5,8% maior que o registrado no mesmo período de 2008 (1.564.606 postos).

Vox Populi: Tarso Genro mantém a liderança ao governo do RS: a direita se contorce.


O "jornalista" chapa-branca da direita guasca, Políbio Braga, em seu blog, trata a pesquisa Vox Populi como uma fraude. Ao dizer que os números que dão a Tarso uma provável vitória no primeiro turno, são "absurdos e inaceitáveis".

Segundo nota ele "só publica esta pesquisa altamente questionável da Vox Populi porque acha que o leitor precisa saber o que ocorre, mas defende imediata auditoria sobre os termos da equação formulada para encontrar números tão inaceitáveis, já que entram em conflito com os resultados de todas as pesquisas publicadas nos últimos sete dias no RS".

Sua torcida anti-PT é grande. Pois sabe ele que, caso Tarso venca, certamente os banners da Prefeitura de Porto Alegre e do governo estadual (Banrisul), não serão mais veiculados no seu blog, deixando assim, de embolsar um bom dinheiro pago a ele para puxar o saco da Yeda e do Foga$$a.

Segundo a pesquisa Vox Populi, o candidato Tarso Genro (PT, PC do B, PSB, PRN) lidera a corrida para o governo no Rio Grande do Sul segundo a pesquisa encomendada pelo Grupo Bandeirantes e divulgada na noite desta quarta-feira (18).

Pelo levantamento, Genro tem 35% das intenções de voto. Em segundo lugar está José Fogaça (PMDB), com 24%, seguido pela governadora Yeda Crusius (PSDB), candidata à reeleição, que aparece com 10%.

Carlos Schneider (PMN) possui 1%. Os outros cinco candidatos não pontuaram. Brancos e nulos somam 5% e, indecisos, 23%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 10 de agosto, com 800 entrevistados. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 22955/2010 e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 37306/2010.

Segundo estes números, se a eleição fosse hoje, Tarso teria mais de 50% dos votos válidos. E é isso que dixa o "jornalista" injuriado.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Corte Constitucional hundió acuerdo de cooperación militar con EE.UU.


Bastou a saída de Uribe da presidência da Colômbia, para entrada de Santos, um direitista, mmas à esquerda de seu antecessor, para a mais alta corte do país, A Corte Contitucional, declarou inconstitucional o acordo firmado com os Estados Unidos, que permitia a instalação de bases militares americanas em território columbiano.

Segundo o jornal E lEspectador, "con seis votos a favor y tres en contra, el alto tribunal dejó sin efectos el convenio que permitía a militares norteamericanos y contratistas hacer uso libre de siete bases militares colombianas".

A política entreguista iniciada por Uribe, sofre um revés. A corte entendeu que o ex-presidente extrapolou sua prerrogativas ao firmar o acordo e que este, deveria ser referndado pelo Parlamento e, acima de tudo, "El principal argumento que dieron la mayoría de los magistrados para dejar sin efectos el acuerdo fue que estipulaba inmunidad judicial de la que podrían gozar los norteamericanos en caso de verse involucrados en actividades ilícitas".


No acordo, a Colômbia dava uma espécie de salvo conduto às atividades que fossem consideradas ilícitas que os Estados Unidos praticassem no país.


Outro ponto a considerar a respeito, foi a descoberta de uma vala comum na Colômbia, com mais de 2.000 corpos, que pode ter sido fruto de atividades clandestinas oriúndos deste acordo.


Duas coisas aconteceram com a posse de Santos na Colômbia: a primeira foi a aproximação diplomática entre a Colômbia e a Venezuela, estremecidas com as denúncias feitas por Uribe sobre bases das FARC, supostamente acobertadas por Chaves em território venezuelano. A segunda, esta: a anulação deste acordo que, certamente, traria instabilidade à região.


Bom para nós, sul-americanos.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

É seu Zé... a coisa não tá boa mesmo: Dilma já tem 16% de vantagem


A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, venceria a eleição no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Pesquisa Vox Populi indica que a petista abriu vantagem de 16 pontos sobre o principal adversário, José Serra (PSDB), na corrida pela sucessão presidencial.

De acordo com o levantamento divulgado pela Rede Bandeirantes e pelo portal iG nesta terça-feira, Dilma tem 45 por cento das intenções de voto, Serra aparece com 29 por cento e Marina Silva (PV) tem 8 por cento.

Na pesquisa do instituto divulgada em 23 de julho, Dilma tinha 41 por cento, Serra aparecia com 33 por cento e Marina permanecia com 8 por cento.A margem de erro é de 1,8 ponto percentual.

A Virada da Dilma: prá desespero da direita raivosa


Ontem, no famigerado JN, dos Marinho, saiu mais uma pesquisa Ibope. Esta nova rodada, mostra que a Dilma, pode sim levar a eleição no primeiro turno. Bom, isso se tudo andar como está andando. Isso acontecerá se o PIG (Partido da Imprensa Golpista), a "verdadeira" oposição, não inventar um novo factóide.

Nesta nova pesquisa, Dilma aperece com onze pontos percentuais à frente do Zé. Uma virada que penso muito pouca gente acreditava... mas sonhava.

Em 5 de agosto, a dianteira de Dilma era de cinco pontos: 39% a 34%. Marina Silva manteve-se estável: 8%. Juntos, os demais candidatos não somam 1%.

Entre os eleitores ouvidos pelo Ibope, 7% disseram que optarão por votar em branco ou anular o voto. Outros 9% declararam-se indecisos.

Contando-se apenas os votos válidos, como faz o TSE, Dilma belisca, hoje, 51%. Serra, 38%. E Marina, 10%.

Nesse cenário, Dilma poderia ser eleita no primeiro turno se a eleição fosse hoje.


Mas é claro que pesquisa é pesquisa e eleição é eleição. Portanto, nada está decidido.


Resta aos eleitores da Dilma, buscar novos eleitores. Nada de "já ganhou"...

Desespero do Serra: sai o Lula entra o Zé...


Como os meus 14 seguidores e meus eventuais leitores já viram, a partir de agora e até a eleição, este assunto (a eleição) vai estar bem visível por aqui. Também todos já sabem (óbvio) de que lado estou. Vou tentar permear outros assuntos, mas a prioridade é o fato mais importante para o Brasil, a eleição presidencial.

Assim, seguindo esta diretriz, quero aqui comentar o que foi a "nova" cara do Serra (se é que ele pode ter outra cara), o "popular" Zé.

Como se diz na Web, esta "cara" é Fake (mentira), feita de última hora, às pressas, por desespero de quem vê cada vez mais distantes as possibilidades de ser eleito. O Zé esbarra na sua obsessão de ser presidente a qualquer custo (ele passa por cima da mãe com um trator se for preciso), detonou Aécio (este sim, com chances reais de ser presidente) e está amargando o pior dos seus infernos astrais.

Hoje iniciou o horário eleitoral, e o Zé, tenta emplacar a sua mentira. Veja o que os seus marqueteiros fizeram do Zé no seu "novo" gingle, ele fala até do Lula:

Quando Lula da Silva sair
É o Zé que eu quero lá
Com Zé Serra eu sei que anda
É o Zé que eu quero lá

José Serra é um brasileiro
Tão guerreiro quanto eu
É um Zé que batalhou
Estudou, foi à luta e venceu

Zé é bom e eu já conheço
Eu já sei quem ele é
Pro Brasil seguir em frente
Sai o Silva e entra o Zé

José Serra foi Ministro
Deputado e Senador
Esse Zé já foi Prefeito
Zé já foi Governador

Tá testado e aprovado
Por tudo que ele já fez
Sempre teve do meu lado
Eu quero Zé Serra dessa vez

(refrão)

Quando Lula da Silva sair
É o Zé que eu quero lá
Agora é Serra Presidente do Brasil





segunda-feira, 16 de agosto de 2010

600 guascas da direita gaudéria juntos para "ajudar o ZÉ

Vejam como o Zé gosta de um chimarrão, ele é gaudério desde criançinha, antes de fugir da Ditadura Militar.

"Zé" Serra, o novo Zé, esteve correndo em Porto Alegre hoje, para um tal lançamento de um comitê suprapartidário de apoio a sua candidatura. Segundo um dos mais direitosos jornalistas chapa-branca do Rio Grande do Sul, Políbio B, "O ato contou com a participação de "Mil militantes e dirigentes partidários pagaram R$ 25 por cabeça para o churrasco realizado no Galpão Crioulo do parque da Harmonia". Leia AQUI, e foi lido um manifesto em apoio ao Zé, pela escritorazinha Lya Luft, celetista da RBS.

Mas, segundo Zero Hora (AQUI), "Com mais de uma hora de atraso, o presidenciável tucano José Serra chegou ao evento promovido pelo movimento suprapartidário "Gaúchos com Serra" no Restaurante Galpão Crioulo, no Parque da Harmonia, em Porto Alegre. Ao falar para um público de cerca de 600 pessoas, o candidato afirmou que será um "gaúcho" na presidência da República".

Estavam presentes, levando incondicional apoio ao Zé, o latifundiário e feroz crítico do governo Lula, Paulo Brossard, o já cassado uma vez, Ibsen Pinheiro e o articulista Flávio Tavares, que também vomita suas palavras na Zero Hora. É claro que a desgovernadora Yeda também este lá, né? Os dois são paulistas, e adoram chimarrão (veja a cara de prazer do Zé tomando na cuia).

No seu discurso, muito breve, segundo o Políbio, no final Zé disse para quem quisesse e estivesse presente:

"Vamos fazer uma ventania para levar a nossa nave até o porto da vitória".

Ele deve ter escutado aquela música do Foga$$a que fala do "Vento Negro", é claro... O mesmo vento que passou por Porto Alegre e deixou a cidade esburacada e às moscas.

Em fim, a fina flor da direita guasca estava lá.

Mas e o povo?

Eu ví: o povo estava lá... na rua, balançando bandeirinhas a vinte reais por dia, este valor não dá nem prá pagar o tal almoço do comitê suprapartidário guasca do Zé.

Que maravilha, heim?

Dilma não fugiu: Lutou contra a Ditadura Militar, foi presa e torturada, mas não perdeu a ternura


Questionada sobre o risco de seu passado como militante contra a ditadura ser utilizado de forma negativa na campanha eleitoral, como fez nesta sábado (14), a revista Época da Globo, com o claro objetivo de favorecer o candidato tucano José Serra, a candidata Dilma disse que o combate ao regime militar representou uma luta pela democracia em que pessoas "tiveram a generosidade de enfrentar a morte".


"Nem um pouco temo ataques da oposição. Tenho muito orgulho de ter lutado contra a ditadura, do primeiro ao último dia. Acho que aqueles que lutaram contra a ditadura são pessoas que tiveram, pelo menos na minha geração, a generosidade de enfrentar inclusive a morte. Não estávamos lutando sem correr risco de vida. Fui torturada durante 22 dias. Não há controle na tortura. Não era um momento em que a democracia vigia no País. Não participei de ação armada e sequer fui julgada por isso e sequer fui condenada", afirmou.

Esses moços...

Em algum lugar do passado, em alguma campanha política, Olívio, Lula e Tarso.

Filhotes do Roberto Marinho: Eles ainda enaltecem o Golpe Militar

As Organizações Globo, através de sua revista Época, estão fazendo de tudo para tentar emplacar o Zé Pedágio no Planalto.

Para tanto, fazem matérias nebulosas sobre um ditadura que eles ajudaram a menter. Como todos sabem, O Globo e o Roberto Marinho, andavem de mão dadas com a Ditadura Militar do Brasil (1964-1985).

Portanto, nada de surpresa nesta "reporcagem". Eles tentam colar a pecha de terrorista na Dilma... mas não vai colar.

O povo não é bobo.
Em tempo:
A respeito deste assunto, leiam AQUI o artigo do Marco Weissheimer, do RS Urgente.

Serra mente e engana: Ele não serve ao Brasil


Pois é, O desespero bateu nos Demo-tucanos e no seu candidato. Com as pesquisas mostrando o crescimento da Dilma, em todos os recantos do Brasil, somente resta a baixaria, o cinísmo, a desfaçatez, em fim, já estão jogando às favas, o que restou-lhes de moral.

Como já é corrente no meio político, o Serra numa campanha, é sinônimo de baixaria. Ele passa de trator por cima da própria mãe se for preciso.

Segundo matéria do Estadão (AQUI):

"Zé não é Silva, mas participa do pagode da comunidade. Na laje, de onde se vê toda a "favela", ouve as pessoas cantarem: "Quando o Lula da Silva sair, é o Zé que eu quero lá, o Zé Serra eu sei que anda, é o Zé que eu quero lá." É assim que o presidenciável do PSDB, José Serra, será apresentado ao eleitor a partir desta terça-feira, quando começar o horário eleitoral na televisão".

Vejam que o inescrupuloso Serra, usa indevidamente o nome do Lula no seu jingle.

Ele vai tentar enganbelar (mentir) o eleitor se fazendo passar por "seguidor" de Lula, e vai seuir com o seu governo.

Serra não tem escrúpulos. É mentiroso!

Mais uma: a "favela" que ele grava, é FAKE. É de estúdio... mais uma MENTIRA.

Segue a matéria:

"A cena na "favela", na verdade um cenário em estúdio na zona oeste paulistana, ilustrará o primeiro programa na TV e atende à estratégia de popularizar a imagem do tucano. Reflexo de uma corrida por quase 70 milhões de eleitores com renda familiar de até dois salários mínimos.

O estúdio reproduz uma comunidade com comércios e barracões, onde não faltam o churrasquinho na laje e os famosos gatos, ligações clandestinas nos postes. O cenário é assinado pelo diretor de arte Osmar Muradas, e a coordenação de produção é de André Burza.

A embalagem popular tentará vender um candidato pós-Lula. O desafio nestes 45 dias de TV é convencer o eleitor de que Serra é o melhor nome para manter as conquistas e promover avanços".

Mas ele não vai ganhar.




quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Esta é a direita sul-americana: O assassinato de 2.000 pessoas na Colômbia.




É imprtante lembar que a mídia e os "fazedores de opinião", são avessos a Chaves, Morales, Fidel, Correa, Lula, Lugo, Mugica, todos de esquerda. Falam que são ditadores, torturadores, em fim, o que de pior existe.

Mas na realidade, apóiam os criminosos, entre eles Uribe, que recentemente deixou o governo da Colômbia e, como se pode ver, com as mãos sujas de sangue.

Laia AQUI

Em uma audiência pública realizada dia 22 de julho – mesmo dia que o agora ex-presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, solicitou uma reunião de urgência da Organização de Estados Americanos (OEA) para denunciar a Venezuela – uma delegação internacional composta por 10 dirigentes sindicais, 6 membros do Parlamento europeu, 3 membros do Parlamento britânico, 3 delegados da Espanha e 2 dos Estados Unidos testemunharam a existência da gigantesca fossa comum encontrada no povoado de Macarena, no Departamento de Meta, Colômbia. Trata-se da maior fossa comum da história recente da América Latina, com aproximadamente 2.000 cadáveres. O assunto vem sendo praticamente ignorado pela imprensa brasileira e internacional. Imaginem se fosse na Venezuela ou na Bolívia…

O secretário do Comitê Permanente de Defesa dos Direitos Humanos da Colômbia, Jairo Ramírez, descreveu assim o que testemunhou: “O que vimos foi de arrepiar, uma infinidade de corpos e na superfície centenas de placas de madeira de cor branca com a inscrição NN e com datas que vem desde 2005 até hoje”. Segundo Ramírez, o comandante do Exército colombiano disse que os corpos eram de guerrilheiros mortos em combate, mas moradores da região garantem que, entre os mortos, estão líderes sociais, comunitários e camponeses que desapareceram sem deixar rastro. Já há na Colômbia um movimento para denunciar Álvaro Uribe ao Tribunal Penal Internacional pela prática de crimes contra a humanidade.

Os cãezinhos amestrados dos Marinho: um bate-bola pela direita

Como era de se esperar, a tal entrevista com os candidatos do Jornal Nacional, o casal de cãezinhos ametrados dos Marinho, só faltou babar nas pernas do Serra.

Mesmo com tudo ensaiado, Serra não convence. A bola cruzada na medida e para o gol do Serra e ele chuta prá fora.

O descaramento dos Marinho e da sua Globo (a mesma que queria faudar a eleição do Brizola e anos depois editou o debate Lula x Collor, entre outras sacanagens) é vergonhoso.

Mas tudo bem, o povo, que vai eleger Dilma, já está vacinado.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Reservas internacionais alcançam US$ 260 bilhões, diz BC


As reservas internacionais do país subiram mais uma vez na segunda-feira (9) e superaram a casa dos US$ 260 bilhões. Dados divulgados pelo Banco Central hoje mostram que o montante aumentou US$ 276 milhões na segunda-feira, de US$ 259,729 bilhões para US$ 260,00 bilhões no conceito de liquidez internacional.

A elevação reflete, entre outros aspectos, a oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas, como os títulos da dívida norte-americana, e a compra de dólares realizada pelo BC em 5 de agosto de 2010.

O que é?
Reserva internacional ou cambial é o volume de dólares que o país tem em caixa. O governo acumula a moeda norte-americana de duas formas: comprando dólares no mercado ou fazendo emissões de títulos da dívida pública - que são comprados pelos investidores e cujo pagamento é depositado nas reservas. As reservas também podem variar por conta da remuneração das aplicações que são feitas com estes recursos - a maior parte em títulos do Tesouro dos Estados Unidos.

A grande vantagem de ter dólares em caixa é que isso dá garantias contra eventuais crises no mercado internacional, como a da Rússia, em 1998, e a crise financeira que atingiu a economia internacional no ano passado. Com os dólares, o país tem mais autonomia. Durante a crise, o BC chegou a vender cerca de US$ 14,5 bilhões para conter a subida do dólar, e também utilizou o colchão de recursos para fornecer linhas de crédito para os exportadores brasileiros. (fonte: G1)

Novo indicador do PNUD retrata vivências no trabalho, na educação e na saúde.


Mesmo com os avanços realizados durante o governo Lula, a saúde ainda preocupa os brasileiros. E tanto faz se forem usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) ou de planos particulares, esta é preocupação do brasileiro. Pois a Educação e o Trabalho, são vistos com bons olhos pelos brasileiros.

Uma pesquisa divulgada pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) leia AQUI, diz que os brasileiros estão mais descontentes com os problemas enfrentados na área da saúde do que com as condições de educação e de trabalho.

Com o objetivo de mensurar o que os brasileiros sentem sobre esses três aspectos, os pesquisadores criaram um novo indicador de qualidade de vida: o Índice de Valores Humanos (IVH), construído a partir de 1.887 questionários, aplicados a habitantes de 24 Estados.

Em uma escala de zero a um, o IVH para a saúde não passou de 0,45 na média nacional – contra 0,54 na educação e 0,79 na área do trabalho. Os entrevistados foram questionados sobre temas que fazem a diferença sempre que procuram ajuda na rede pública ou privada, em hospitais ou postos de saúde: o tempo de espera por atendimento médico, a linguagem usada pelos especialistas e o interesse demonstrado pelos profissionais.

Bactéria superresistente deixa médicos do mundo em alerta

Segundo Darwin, todas as formas de vida evoluem no tempo. Vegetais e animais, mesmo os microscópicos, através de mutações genéticas, estão sempre se aperfeiçoando e se adaptando para melhor viver e se reproduzir. As condições no meio vão determinando estas mutações.

Pois é... mas muitas dessa mutações, principalmente em bactérias e vírus, podem causar nos seres humanos doenças que ainda não estamos preparados para enfrentar.

Segundo matéria do Globo, uma nova linhagem de bactéria que vem se espalhando rapidamente e tem se mostrado resistente à maioria dos antibióticos está deixando a comunidade médica do mundo inteira em alerta, anunciaram os cientistas num artigo publicado na revista "Lancet" nesta quarta-feira.

A bactéria mutante, que seria uma forma mais resistente da E.coli, pode levar à morte por pneumonias e infecções urinárias e seria contraída pela água. Os primeiros casos surgiram na Índia e no Paquistão e chegaram ao Reino Unido através de ingleses que foram à Índia para se submeterem a cirurgias estéticas e tratamentos médicos. O temor é que agora ela se espalhe pelo mundo.

Que coisa, heim?
Com as mudaças ambientais provocadas pelo homem na Terra, não é de se espantar com o aparecimento de doenças causadas por vírus e bactérias que não conhecíamos ou que sofreram mutações. Temos aí mais uma. É bom lembrar que, a AIDS, que é causada por um Vírus que está sempre se adaptando às drogas que combatem a doença, mudando para melhor resistir e sobreviver.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Homem precisa abandonar a Terra logo, diz Stephen Hawking.


Eis o destino humano na opinião do físico Stephen Hawking: abandonar a Terra nos próximos 100 anos ou se tornar uma espécie extinta.

"Eu vejo grandes perigos para a raça humana." A solução, diz, é abandonar o planeta e se espalhar pelo espaço.

Em entrevista ao site "Big Think", Hawking disse que existem muitas ameaças atualmente: guerras, a exploração excessiva dos recursos naturais e a quantidade exagerada de gente vivendo no planeta.

Além disso, há outro risco, diz. "Se alienígenas nos visitassem agora, o resultado seria muito parecido com o que aconteceu quando Colombo chegou à América: não foi nada bom para os povos nativos", afirmou ele.

"Esses alienígenas avançados talvez sejam nômades, procurando conquistar e colonizar quaisquer planetas que eles consigam alcançar."

Mas ele se diz otimista. "Fizemos muito progresso nos últimos cem anos. Se quisermos ir além dos próximos cem, o futuro é o espaço."

O problema são as distâncias: a estrela mais próxima da Terra, depois do Sol, está a mais de quatro anos-luz --as espaçonaves atuais levariam 50 mil anos para chegar lá.

Pois é isso, nós, na nossa ânsia de sermos eternos, estamos destruindo a Terra. Consumimos mais recursos naturais do que a natureza pode repôr. O aquecimento do planeta pode, também, acelerar a perda da biodiversidade, compromentendo a sobrevivência da humanidade. Em fim, estamos em perigo. Concordo que, se seguirmos assim, em um futuro não muito distante, seremos uma raça extinta.

Mas aí eu pergunto:

Vamos transportar nosso modo de vida predador para outros mundo a serem conquistados?

Emprego na indústria cresce pelo sexto mês seguido em junho, diz IBGE: Bay, bay Serra


Para o desespero dos que torçem contra o Brasil, a atividade industrial está em alta.


Para desespero dos que querem o retorno do atraso dos oito anos do PSDB na presidência, com recessão e desemprego... a coisa vai mal (para eles, é claro).

O IBGE registrou este mês que nível de emprego na indústria cresceu 0,5% em junho, na comparação com o mês anterior, registrando o sexto resultado positivo seguido, informou nesta terça-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em relação a igual período em 2009, houve aumento de 4,9%, a quinta alta consecutiva nesse confronto e o maior crescimento desde o início da série histórica, iniciada em janeiro de 2001. No semestre, o emprego industrial acumula alta de 2,4%.


A folha de pagamento real dos trabalhadores ajustado sazonalmente também cresceu 3,3%. em relação ao mês imediatamente anterior. Comparada com iguais períodos de 2009, houve avanço de 8,3% % no índice mensal e de 4,6% no acumulado primeiro semestre do ano.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Ascensão social no Brasil: Azul começa hoje venda de passagens aéreas em supermercados


O aumento do poder de compra das classes sociais mais baixas estão provocando mudanças em diversos setores da economia. Num primeiro momento foram os produtos da chamada linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar, etc.) que alavancaram os negócios da indústria. Depois vieram a venda dos imóveis e automóveis.

E, agora, pobre também anda de avião - para desespero do Arnaldo Jabor, ex-cineasta preconceituoso que comentou no seu palanque eletrônico do Jornal Nacional (Globo) que a "classe média está andando de avião e que os aeroportos estão insuportáveis".

Leia a matéria completa da Folha:

A companhia aérea Azul começa nesta segunda-feira a vender passagens aéreas em supermercados. Segundo a empresa, são 32 pontos de vendas.

"Com o objetivo de facilitar o acesso da classe C ao transporte aéreo, a Azul fechou parceria com uma rede de cyber-offices, a YesNet, instalada nos principais supermercados de São Paulo, Campinas, ABC, Vale do Paraíba e Baixada Santista", informou a empresa em comunicado.

A compra de passagens nos supermercados e no site da Azul pode ser parcelada em 60 vezes com o Banco do Brasil ou em 48 vezes com o Bradesco. O pagamento pode ser feito em dinheiro e cheque à vista ou parcelado, boletos ou cartão de crédito.

Desmatamento da Amazônia tem queda de 49%, diz Inpe

O bioma amazônico é o mais importante ecossistema brasileiro e, também, um dos mais frágeis. Toda a foresta frondosa da Amazônia, está práticamente assentada sobre uma grande bacia sedimentar. E por ser sedimentar, os sedimentos, são as areias, com baixos índices de nutrientes.

Mas então por quê existe tanta vegetação na Amazônia?

Na realidade é a própria floresta que se autosustenta, toda a matéria orgânica que é produzida pela floresta, serve de "alimento" para esta mesma foresta.

Quando áreas são desmatadas, acaba o alimento para a vegetação existente e, sem alimento, a floresta está condenada a desaparecer. Assim, se continuar o desmatamento desenfreado da Floresta Amazônica, não somete a sua biodiversidade acabará, mas o planeta inteiro sofrerá com as mudanças climáticas resultantes deste processo, pois como todos os seres vivos são composto de carbono, com o desmatamento, mais CO2 estará presente na atmosfera, agravendo o aquecimento global.

Assim podemos entender a importância de se manter este ecossistema o mais preservado possível.

Hoje o INPE - Instituto de Pesquisas Espaciais e o DETER - Sistema de Detecção em Tempo Real da Amazônia (AQUI) , através do Ministério do Meio Ambiente, divulgou nesta segunda-feira uma queda de 49% no desmatamento da Amazônia entre agosto de 2009 a junho de 2010, com relação ao detectado de agosto de 2008 a junho de 2009. Nesse período, o desmate passou de 3.536 km2 para 1.808 km2.

A queda nos números da destruição foi comemorada pelo governo, que espera que este ano a taxa anual não ultrapasse os 5.000 km2, menos do que a meta que o Brasil apresentou na Conferência do Clima de Copenhague, no ano passado. No entanto, os dados divulgados nesta segunda-feira se referem ao sistema Deter, que capta apenas cortes em grandes áreas e cobre somente cerca de 40% da área total da Amazônia Legal. A tendência de queda identificada hoje só será confirmada no final do ano, quando o Inpe divulga o consolidado pelo sistema Prodes, que por sua vez captura tanto áreas com pequenos desmatamentos, quanto as maiores.

Mas ainda é pouco... muito pouco.

Cuidado: a mídia quer eleger o Serra de qualquer maneira.

Clic na imagem para ampliá-la.

A elite, principalmente a paulista, que apóia o Serra, é pautada pelo PIG (Partido da Imprensa Golpista). Lembram da declaração da dona Judith Brito que, além de ser presidente da Associação Nacional de Jornais, é também diretora-superintendente da Empresa Folha da Manhã S.A., que edita a Folha de José Serra (jornal Folha de São Paulo)?

"Na situação atual, em que os partidos de oposição estão muito fracos, cabe a nós dos jornais exercer o papel dos partidos. Por isso estamos fazendo".

Pois é isso meso que acontece.

Sem o menosr pudor, o PIG, além de pautar a oposição, se comporta como tal. Não se detém a divulgar os fatos, o PIG julga e dá o veredito, como se fosse a verdade absoluta.

E isso é muito evidente. Vejam o fac simile a cima, do blog do tucano AQUI Josias de Souza , hospedado na Folha. De cinco postagens, quatro é contra o governo Lula e uma é mais ou menos contra o governo Lula.


Mas vejam só os "livros" oferecidos pelo seu blog.

O escândalo Lula: prá elite, é claro


Excelente artigo do sociólogo Emir Sader sobre o Lula e a sua tragetória nestes quase oito anos de governo (AQUI) que se reflete no que escrevi no post anterior:

Quem olhasse para o Brasil através da imprensa, não conseguiria entender a popularidade do Lula. Foi o que constatou o ex-presidente português Mario Soares, que a essa dicotomia soma a projeção internacional extraordinária do Lula e do Brasil no governo atual e não conseguia entender como a imprensa brasileira não reflete, nem essa imagem internacional, nem o formidável e inédito apoio interno do Lula.

Acontece que Lula não se subordinou ao que as elites tradicionais acreditavam reservar para ele: que fosse eternamente um opositor denuncista, sem capacidade de agregar, de fazer alianças, se construir uma força hegemônica no país. Ficaria ali, isolado, rejeitado, até mesmo como prova da existência de uma oposição – incapaz de deixar de sê-lo.

Quando Lula contornou isso, constituiu um arco de alianças majoritário e triunfou, lhe reservavam o fracasso: ataque especulativo, fuga de capitais, onda de reivindicações, descontrole inflacionário, que levasse a população a suplicar pela volta dos tucanos-pefelistas, enterrando definitivamente a esquerda no Brasil por vinte anos.

Lula contornou esse problema. Aí o medo era de que permanecesse muito tempo, se consolidasse. Reservaram-lhe então o papel de “presidente corrupto”, vitima de campanhas orquestradas pela mídia privada – como em 1964 -, a partir de movimentos como o “Cansei”. Ou o derrubariam por impeachment ou supunham que ele pudesse capitular, não se candidatando de novo, ou que fosse, sangrado pela oposição, ser derrotado nas eleições de 2006. Tinham lhe reservado o destino do presidente solitário no poder, isolado do povo, rejeitado pelos “formadores de opinião”, vitima de mais um desses movimentos que escolhem cores para exibir repudio a governos antidemocráticos e antipopulares.

Lula superou esses obstáculos, conquistou popularidade que nenhum governante tinha conseguido, o povo o apóia. Mas nenhum espaço da mídia expressa esse sentimento popular – o mais difundido no país. O povo não ouve discursos do Lula na televisão, nem no rádio, nem os pode ler nos jornais. Lula não pode falar ao povo, sem a intermediação da mídia privada, que escolhe o que deseja fazer chegar à população. Nunca publica um discurso integral do presidente da republica mais popular que o Brasil já teve. Ao contrário, se opõem frenética e sistematicamente a ele, conquistando e expressando os 3% da população que o rejeita, contra os 82% que o apóiam.

Talvez nada reflita melhor a distância e a contraposição entre os dois países que convivem, um ao lado do outro. Revela como, apesar da moderação do seu governo, sua imagem, sua trajetória, o que ele representa para o povo brasileiro, é algo inassimilável para as elites tradicionais. Essa mesma elite que tinha uma imensa e variada equipe de apologetas de Collor e de FHC, não tolera o fracasso deles e o sucesso nacional e internacional, político e de massas, de um imigrante nordestino, que perdeu um dedo na máquina, como torneiro mecânico, dirigente sindical e um Partido dos Trabalhadores, que não aceitou a capitulação ou a derrota.

Lula é o melhor fenômeno para entender o que é o Brasil hoje, em todas as posições da estrutura social, em todas as dimensões da nossa história. Quase se pode dizer: diga-me o que você acha do Lula e eu te direi quem és.

Colômbia elogia gestão de Lula em conflito com Venezuela: o PIG diz o contrário


Enquanto o PIG (Partido da Inprensa Golpista) que aposta todas as suas fichas em Serra, junto com seus "colonistas", tentam diminuir a relevância da diplomacia brasileira, principamlente as ações do Presidente Lula na consolidação das relações sul-sul, a imprensa internacional vai rumo contrário.

No recente conflito diplomático Colômbia/Venesuela, quanto às denúncias de Uribe que, ao apagar das luzes do seu governo, quer deixar sua marca, da presença de acampamentos das FARC em território venezuelano, a mediação do Brasil foi fundamental para apaziguar os (maus) ânimos dos dois países.

Leia (AQUI)


"O embaixador colombiano em Buenos Aires, Álvaro García Jiménez, disse neste domingo que a intervenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva "foi fundamental" em busca de uma solução ao conflito entre a Colômbia e a Venezuela.

Jiménez disse à emissora Rádio 10 de Buenos Aires que Lula "foi fundamental e serviu como ponte para resolver as diferenças" entre Colômbia e Venezuela, e destacou que o secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), o ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner, fez, por sua vez, "um trabalho sério e silencioso, com muito bom ânimo, foi entusiasta e criativo" para aproximar as partes".

O La Jornada (AQUI) vai mais a diante:

"Ayer, al asumir la presidencia pro tempore del Mercado Común del Sur (Mercosur) en San Juan, Argentina, el presidente de Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, señaló que Sudamérica es un ejemplo “de cómo el mundo puede vivir en paz, sin armas nucleares, sin guerra, de forma mucho más armónica”, y confió en que durante los seis meses en los que su país estará al frente del organismo la región pueda avanzar en la construcción de un bloque en donde “todos seamos amigos”.

Tal aseveración tiene como elemento de contexto insoslayable las tensiones diplomáticas entre Colombia y Venezuela, un punto sobre el que el propio mandatario brasileño abundó al señalar que ambos países “tienen que entenderse, y hacer una relación de costo-beneficio”; indicó que cuanto más pronto se establezca la armonía entre Caracas y Bogotá, “más van a ganar los pueblos” de ambas naciones, y convocó a un acercamiento entre el mandatario venezolano Hugo Chávez y el presidente electo de Colombia, Juan Manuel Santos, a quien pidió “ejercer su mandato y negociar para alcanzar la paz”.

Mas aqui no Brasil, os jornalões e todo o PIG, fazem questão de ignorar os fatos. Isso é inconcebível para quem se diz IMPRENSA. A distorção dos fatos para embasar suas teses "anti-Lula", são um deserviço ao Brasil e ao brasileiros.

Dica: se alguém quiser saber algo verdadeiro sobre o Brasil, leia a imprensa internacional.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010


65 anos de Hiroshima: a insensatêz humana não tem limite


HIROSHIMA, Japão (Reuters) - O Japão relembrou nesta sexta-feira o ataque nuclear norte-americano contra Hiroshima, ocorrido há exatos 65 anos, e pela primeira vez os Estados Unidos enviaram um representante à cerimônia.

Um sino soou pontualmente às 8h15 (hora local), momento exato em que um bombardeiro B-29 apelidado de Enola Gay atirou a bomba na cidade, ao final da Segunda Guerra Mundial. Dezenas de milhares de sobreviventes idosos, crianças e dignitários fizeram um minuto de silêncio, sob o forte sol do verão no sul do Japão.

"Claramente, a urgência da abolição das armas nucleares está permeando a nossa consciência global", disse o prefeito de Hiroshima, Tadatoshi Akiba, em discurso seguido por uma revoada de pombas brancas.

As estimativas do número total de mortos variam em torno de 140 mil em Hiroshima e 80 mil em Nagazaki, sendo algumas estimativas consideravelmente mais elevadas quando são contabilizadas as mortes posteriores devido à exposição à radiação. A maioria dos mortos eram civis.

As explosões nucleares, a destruição das duas cidades e as centenas de milhares de mortos em poucos segundos levaram o Império do Japão à rendição incondicional em 15 de agosto de 1945, com a subsequente assinatura oficial do armistício em 2 de setembro na baía de Tóquio e o fim da II Guerra Mundial.

Ainda hoje há cicatrizes. As sequelas deixadas pelas explosões atômicas em pessoas são das mais diveras e, muitas vêzes, incapacitaram e causaram danos psicológicos em milhares. Hoje, Japão e Estados Unidos são aliados, mas as cicatrizes ainda doem.
A incensatêz humana não tem limites...

Confiança do consumidor atinge segundo maior nível desde 2001: Serra foi derrotado no debate da Band.


Depois do debate de ontem, e vendo hoje os sites pró Dilma e pró Serra, cada um diz que o seu candidato venceu o debate da Band. Para uma debutante em debates, para meu entendimento, a Dila foi muito bem, mesmo com o nervosismo de uma estréia, Dilma soube lever até ao fim a tarefa e, ainda, colocou o FHC no pescoço do Serra.

Já o Serra, que está atrás nas pesquisas, deveria vencer o debate. Até porque ele, aposta tudo nos debates, por entender que a sua suposta expriência, lhe traria vantagem sobre Dilma. E isso não ocoreu. Assim, seguindo estes argumentos. Houve, digamos, um empate entre Dilma e Serra no debate da Band. Mas este empate, foi a vitória da Dilma e, a derrota para o Serra, que precisava equilibrar a disputa. A Marina e o Plínio foram quadjuvantes e, penso eu, ajudaram a Dilma. A Marina com sua fala mansa, de menina pobre, elogiando as ações do Lula. E o Plínio, solto, dizendo o que viesse a sua cabeça, sua participação alegrou o debate morno.

As vantagens são todas para Dilma. À frente nas pesquisas, ela pode contar com a aceitação do governo Lula, que é seu principal cabo eleitoral

A aceitação do governo Lula, vai além da sua popularidade, algo em torno de 84%, mas também do índice que mede a expectativa dos brasileiros com a economia. Este índice, atingiu em julho, o segundo maior nível desde o início da medição em 2001, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). (AQUI)

O INEC (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor) cresceu 1,8% em relação ao mês anterior, para 116,8 pontos. O número perde apenas para o patamar registrado em 117,2 pontos. Os números acima de 100 indicam otimismo e a média histórica do índice é de 108,9 pontos.

Os brasileiros estão mais confiantes em relação à inflação. O índice que mede a perspectiva de aumento de preços avançou 1,8% em relação a junho, com 43% dos entrevistados apostando em estabilidade.

A pesquisa mostrou mais confiança em relação ao desemprego. As respostas apontaram que 40% dos entrevistados acreditam em estabilidade do desemprego e 24% apostam em queda no índice.

Os dados da pesquisa revelam que o endividamento preocupa menos os brasileiros. O indicador geral de otimismo com o endividamento subiu 2,9% na comparação com junho.

O crescimento econômico do país contribuiu para levar mais confiança em relação a renda pessoal e a situação financeira. Os dois índices medidos apontaram melhora em relação a junho. Metade das pessoas entrevistadas acreditam que a renda não vai mudar e a situação financeira vá ficar estável. Já 36% acham que vão aumentar os rendimentos e 35% apostam em melhora na condição econômica.

O indicador que mostra as expectativas com relação às compras de bens mais caros registrou a segunda queda consecutiva. Isso significa que diminui a intenção de compra, já que mais pessoas esperam que esse tipo de despesa vai diminuir, ou ficar estável.

A pesquisa ouviu cerca de 2.000 pessoas no período entre 23 e 27 de julho. O índice de confiança é calculado com base na média ponderada pela frequência relativa de cada resposta a perguntas qualitativas referentes a fatores que afetam a intenção de consumo.

Como estão indo as coisas, o Serra terá de mudar sua estratégia. Tem de motivar correligionários (o que não está acontecendo) e angariar para si simpatia (o que ele definitivamente ele não tem) e, ainda assim, concilhar ser oposição e não atacer Lula.

Uma tarefa hercúlea para Serra, que eu, sinceramente, espero que ele não consiga executar.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Vamos analizar um gráfico?


A análise visual de um gráfico é muito importante para se observer tendências.

Ao analisar o gráfico produzido a partir dos resultados das pesquisas do Instituto Sensus, nos últimos oito meses, mostra duas coisas excenciais:

Primeiro: A tendência de crescimentos das intensões de voto na candidata do PT, Dilma Russef, para a presidência do Brasil.

Segundo: O candidato demo-tucano José Serra chegou ao seu teto, algo em torno de 30%.

Também se poderia dizer que, Dilma com 41,6% e todos os seus adverários com 44,5%, em torno de três pontos percentuais separam Dilma da vitória já no primeiro turno. É claro que, isso tudo, se seguir nesta tendência que, dificilmente mudará, dado as condições colocadas, tendo a Dilma 40% a mais do tempo da TV a mais do que Serra, a aprovação do Lula e de seu governo, a situação econômica, etc, etc, etc...

Tá sobrando prá todo mundo no ninho tucano: será uma debandada?


O blog Os amigos do Presidente Lula diz que a vantagem da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, sobre José Serra nas pesquisas, embora minimizada pelos tucanos, criou um clima de cobrança mútua no PSDB.

Os coordenadores da campanha presidencial querem mais exposição do nome de Serra. Os aliados nos Estados reagem às reclamações de que estão omissos.O presidente do PSDB mineiro, deputado Nárcio Rodrigues, sintetiza o desconforto dos dirigentes tucanos.

"O problema é que tudo que se faz é pouco. O Aécio Neves está totalmente dedicado à campanha presidencial, mas em São Paulo ainda é visto com o olho torto. Se a campanha de Serra tem dúvida de que estamos engajados, então venha a Minas e faça como quiser. O que vou dizer a um prefeito do PSB que apoia Aécio e Anastasia, mas está com Dilma? Para trair a coligação nacional do partido dele?", disse Nárcio (AQUI)

Dilma 41,6% - Serra 31,6% - Marina 8,5%: Se continuar assim, a eleição pode ser definida no primeiro turno


A pesquisa CNT/Sensus, divulgada agora a pouco pelo Estadão (leia AQUI) , mostra uma tendência amplamente favorável à candidata Dilma Russef (PT). Com 41,6% das intenções de votos, a petista abre dez pontos de vantagem sobre o Demo-tucano e pode vencer ainda no primeiro turno, pois ela já está próxima dos 50% dos votos válidos.

Esta notícia (a da pesquisa) é mais um baque na já combalida campanha serrista que, entre outras coisas, sofre baixas em diversos estados, onde seus "aliados" tratam de deixá-lo bem longe e de, alguma forma, tentam tirar vantagem da popularidade do Preidente Lula.

Outro percauço na campanha do Serra é que, no Distrito Federal, não foi homologada a candidatura de Joaquim Roriz pela lei da ficha limpa, tirando assim o palanque de Serra no DF.

Ainda, segundo a matéria, a CNT também apurou um cenário em que Dilma e Serra disputariam o segundo turno. Neste caso, a petista venceria com 48,3%, contra 36,6% do tucano. Na última pesquisa, em maio, Dilma tinha 41,8% e Serra 40,5%. Em janeiro, o candidato do PSDB ainda aparecia como vencedor do segundo turno com 44% contra 37,1% de Dilma.

Na pesquisa espontânea - quando o entrevistado responde em quem pretende votar para presidente sem ter os nomes dos candidatos disponíveis – a maioria, 30,4%, respondeu que votará em Dilma Rousseff. José Serra foi lembrado por 20,2% dos entrevistados e Marina Silva por 5%. O presidente Lula, que não pode disputar um terceiro mandato, também foi citado por 5%.

Pois é seu Serra, Bay, bay...

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Desastres ambientais agravam crise de água na China: a destruição do futuro pelo racionalismo econômico.

Trabalhadores retiram o lixo acumulado represa das Três Gargantas, no rio Yang-Tsé

O gigante asiático, a China, entrou na era do desenvolvimento econômico capitalista, sem ter os recursos hídicos necessários para a sua população. O país ex-comunista, entrou para o mercado global, com taxas de crescimento em torno de 10% mas, por outro lado, foram deixados de lado, qualquer cuidado ambiental, principalmente com a água.

De acordo com a Folha de São Paulo (leia AQUI), a sucessão de acidentes ambientais nas águas da China está agravando o problema de abastecimento no país, que sustenta 20% da população mundial com apenas 7% dos recursos hídricos disponíveis no planeta.

Com estes dados, segundo as Nações Unidas, cada cidadão chinês dispõe de 2.138 metros cúbicos de água por ano, quatro vezes menos que a média dos países desenvolvidos.

Ainda, segundo a matéria, As últimas estatísticas oficiais apontam que os acidentes ambientais duplicaram em relação ao ano passado, com 102 incidentes apenas nos seis primeiros meses de 2010.

O Ministério de Proteção Ambiental chinês apresentou na semana passada os negativos resultados de um estudo oficial realizado este ano em milhares de amostras de águas da superfície do país.

Segundo a avaliação oficial, apenas 49,7% das águas estão aptas para o consumo e 26,4% são destinados à indústria, por não serem adequadas.

De fato, mais de 100 das 600 maiores cidades da China sofrem cortes regulares e outras 400 vivem problemas temporários de abastecimento dependendo da temporada.

Mais uma vez temos de dizer que, o desenvolvimento econômico pretendido pelos donos do poder, está levando o nosso planeta a sua exaustão. Enquanto predominar o racionalismo econômico ao invés do racionalismo ambiental, estamos indo muito mal. Nossa sociedade consumista, parece não dar importância para os fatos e, assim, caminhamos para tempos muito difíceis num futuro não tão distante.

Como vão viver as próximas gerações. Parece-me que isso não importa. O que importa mesmo é o lucro... aqui e agora.

Uma pena...