quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Redução da carga horária de garis provocam a demissão de profissionais em Porto Alegre

As coisas não andam boas para quem mora em Porto Alegre. Desde o final de dezembro de 2010, a sujeira toma conta da cidade. No Centro Histórico, onde moro, o lixo está diariamente espalhado pelas ruas sem que a Prefeitura tome as mediadas necessárias para regularizar a coleta.

Como temos assistino pela TV, as enchentes no Rio e São Paulo, se devem muito a falta de ações preventivas. Mas o lixo acumulado nas ruas, obstui o escoamento e causam os alagamentos.

Hoje saiu uma matéria (leia AQUI) que mostra o porque desta situação.

"A redução da carga horária de garis de Porto Alegre e o corte nas horas extras provocam a demissão de profissionais. Devido a um impasse trabalhista com a empresa terceirizada da prefeitura, há três meses houve redução na carga horária. Os trabalhadores estão revoltados e desistindo do emprego.

A reportagem da Rádio Gaúcha foi até a Construrban, responsável pela coleta, mas ninguém se manifestou. O supervisor de Operações do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), Adelino Lopes Neto, avalia que a coleta ainda não foi prejudicada, mas que continua atento à situação.

A coleta de lixo apresenta problemas em Porto Alegre desde o Natal, quando faltaram caminhões para recolher os dejetos na cidade. Diversos bairros foram prejudicados".

Parece que o seu Adelino não mora nesta cidade e, também, não ande pelo Centro, pois está sim, muito prejudicada a coleta. Não interessa se há problemas com a empresa que faz a coleta. O Fortunati, que é o prefeito de Porto Alegre, tem de tomar para si a responsabilidade e obrigar que as escalas sejam cumpridas.

Este problema mostra que a terceirização dos serviços básicos somente leva ao caos e enriquece os donos. Estas empresas fazem de tudo para ganhar uma licitação e depois, quando ganham, não conseguem cumprir os contyratos.

Esta situação é grave, pois o lixo nas ruas é foco de insetos que podem transmitir doenças em quem não tem nada com sete impasse.

Ô seu Fortunati, dá uma solução, né?

Um comentário:

Eugenio Hansen, OFS disse...

Paz e bem!

Alternativa?
Levar o lixo pra Praça montevideu !
Tenho certeza que dão um jeito de retirar rapidinho.