sexta-feira, 19 de setembro de 2008

O Brasil cresce: enfim está chegando o "País do futuro"...


Em nova edição da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) leia a matéria completa aqui. Divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que ocorreu, no ano passado, a maior redução na diferença entre ricos e pobres no Brasil desde 1990, segundo o Índice de Gini, que caiu de 0,541 para 0,528.


"Os indicadores sociais só não avançam mais porque a distribuição de renda não se dá numa velocidade maior do que a verificada nos últimos anos", disse o presidente do IBGE, Eduardo Nunes. "De 2006 para 2007, já observamos uma redução acentuada (na concentração). Mantida essa velocidade, a partir de agora certamente os indicadores sociais poderão acompanhar mais de perto o crescimento da renda."


Como se vê, ainda falta muito para o Brasil ser uma nação desenvolvida, mas podemos antever que, apesar das desigualdades sociais crônicas, o Brasil avança firme para dar ao seu povo uma melhor qualidade de vida.


Lembro-me perfeitamente bem que, quando Lula foi eleito em 2002, os arautos do caos, PSDB/PFL-DEM diziam que o Lula, não duraria três meses, que não tinha competência, que não tinha estudo, um operário, em fim, não poderia gerir um país com as dimenções do Brasil.


Não é o que se vê.


Lula mostra extrema capacidade de entender as necessidades e problemas socioeconômicos do Brasil e de como encaminhar as suas soluções.


Lula recebeu de FHC um país quase falido e desacreditado, seis anos depois, vemos o Brasil respeitado no mundo inteiro, esbanjando confiança e com força para melhorar a vida de milhões de brasileiros esquecidos por décadas.


É por isso que Lula alcança a aprovação record (64%) de um presidente eleito após a redemocratização.


VIVA O BRASIL.

Um comentário:

game online computer video pc free disse...

its good to know about it? where did you get that information?