quarta-feira, 25 de julho de 2007

Existem mortes, e outras mortes...


É impressionante a exploração da PRBS – Partido da Rede Brasil Sul, do clã Sirotzky, do terrível acidente do avião da TAM, semana passada. São várias páginas, estrategicamente em um tom fúnebre e com textos mal intencionados de total culpabilidade ao Governo Federal. É uma apelação, que tira proveito político às custas da dor de parentes e amigos das vítimas, compondo, ardilosamente, um ideal na cabeça de quem lê esse jornaleco.
Por outro lado, o escândalo dos selos da Assembléia, passa batido, superficial, como se os mais de três milhões de Reais surrupiados não tivesse a menor importância. Esses recursos poderiam ser destinados aos hospitais gaúchos, com dívidas impagáveis pela total falta de repasses do Estado, para que pudessem atender os pacientes que, em muitos casos, podem levá-los à morte, no anonimato. Isso não interessa, pois o PRBS é aliado da tia Yeda e do panteão governista.
Faço aqui uma pergunta, por quê a mídia golpista, não divulga da mesma maneira os 60 mil mortos no trânsito no Brasil?
São 165 pessoas por dia (fora aqueles que morrem após serem retirados do local do acidente).
É UM BOING LOTADO POR DIA.
Onde está a indignação?
Minha resposta: é que essas mortes no trânsito, não dão IBOPE. São pessoas comuns, o povo.

2 comentários:

Deposito do Maia disse...

O velho discurso de que a ZH hipnotiza o coração e a mente do gaúcho. Não dá para trocar o disco?

Anônimo disse...

Como bem diz o primeiro mandamento constante no saite da TAM, que "nada substitui o lucro", conforme citação de hoje na CPI do Apagão, vale tudo para esconder as mazelas da companhia...
Considerando isso, dá para entender a despreocupação em pagar indenizações pelas vítimas de outros acidentes anteriores e de esconder outros incidentes/acidentes ocorridos ao longo dos anos com as suas aeronaves, aqui e no exterior.
E ainda vem o senhor Zuanazzi declarar que considera o avião em condições e a pista também... Quer dizer que o culpado foi o piloto?
Durma-se com um barulho desses e que saudade da boa e velha VARIG!!!
Raul