terça-feira, 2 de outubro de 2012

Racismo na TV: Sim ou Não? Ou como ridicularizar a mulher negra e pobre.

O ator Rodrigo Sant'anna no papel de Adelaide, do "Zorra Total"

A TV Globo, aos sábados a noite, em horário nobre, leva ao ar um programa "humorístico" completamente sem graça, o Zorra total. Este programa, nada mais faz do que axincalhar personalidades e, também, as pessoas do povo. Como seu diretor mais poderoso, Ali Kamel, que já escreveu um dia o livro intitulado “Não somos racistas – Uma reação aos que querem nos transformar em uma nação bicolor” (leia AQUI), não vê problema algum na criação de estereótipos ridicularizando o negro(a), sempre como sendo pobre, feio e ignorante e, neste caso, mulher.

Pois a personagem Adelaide (leia AQUI) , interpretada pelo ator Rodrigo Sant'Anna no programa da Rede Globo, é uma mulher negra e pobre, que circula pelo corredor do metrô com seu "tablet", pedindo "50 centarru, 25 centarru, dez centarru" aos passageiros, vem causando forte reação da sociedade. Para viver a personagem, cujo bordão é "a cara da riqueza", o humorista escurece a pele com maquiagem. Ele também usa um nariz falso e uma prótese na boca sem os dentes da frente.

ONGs e espectadores denunciaram o programa à Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, alegando que o personagem apresenta "estereótipos racistas". As acusações foram levadas à 19ª Promotoria de Investigação Penal, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que está investigando o caso.

A mobilização, que começou de forma dispersa na internet, ganhou força depois que Humberto Adami, diretor do Iara (Instituto de Advocacia Racial e Ambiental, o mesmo que propôs ações contra a adoção de "Caçadas de Pedrinho" e "Negrinha", de Monteiro Lobato, em que supostamente havia racismo), levantou a questão em seu blog. "A quem o personagem faz rir? Àqueles que não se comovem com o sofrimento e a luta das mulheres negras brasileiras. E que ainda lhe imputam a responsabilidade pela situação de descuido", questionou o advogado em post publicado no fim de julho.

Pois então eu pergunto, isso é ou não é racismo na TV?

3 comentários:

Anônimo disse...

pensamento:

Tire o seu racismo do caminho, que eu quero passar com a minha cor. ( do livro Desaforismos de Georges Najjar Jr )

Conceição disse...

Deviam também criticar os diversos tipos de racismo vistos nos programas do Pânico na TV. Lamentável ...

Anônimo disse...

AH! MAIS TB TUDO QUE FALA DE NEGRO. ALGUMAS PESSOAS JÁ PENSAM QUE É RACISMO, PRECONCEITO!!!!SE NÃO COLOCA O PRETO FALA, SE COLOCA TB FALA, É DIFICIL ENTENDER VCS, HEIM!! SEMPRE VAI TER PRETO POBRE!!!!
CLARA!!!