quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Kassab/Serra: essa dupla não gosta de pobre.


O comportamento da oposição no Brasil é vergonhosa. Sem rumo e sem um projeto para o País, às vésperas da eleição, faz com que, DEM, PSDB e PPS, ajam como lesa pátria, trancando a pauta no Congresso, deixando de votar projetos importantes para o País e para o povo brasileiro. Bom, mas isso é do jogo político, mesmo que injustificável e imoral.

Mas há mais coisas nesta “coligação” macabra. O DEM e o PSDB estão nos governos de estados e cidades importantes. E nestes, a sujeira é ainda maior. Mesmo com a ajuda da imprensa, que é visivelmente favorável a candidatura à presidência de Zé Alagão (José Serra-PSDB), não podem esconder tudo. Em Brasília, temos o “panetone gate” do Arruda. Em Minas, o play boy, domina a mídia e governa de sua casa no Rio de Janeiro, tratando o seu funcionalismo com mãos de ferro. E em São Paulo, no estado e na capital, o que se vê é uma desgraça. Bairros inteiramente alagados com esgotos e cidades ilhadas. Mas isso é só o começo do que será o Brasil se esta gente assumir o controle nos próximos quatro anos.

Eles (DEM, PSDB e PPS) não gostam de pobre.

Duas matérias de hoje, de dois jornais (Estadão e Folha de São Paulo), demonstram bem o que eles pensam dos pobres:

No Estadão (leia aqui) o prefeito de São Paulo, ou “o poste do Serra” como diz o Paulo Henrique Amorim, KASSAB FECHA ALBERGUES E LOTA AS RUAS. Sim, o Prefeito está fechando as portas dos albergues que abrigam a noite quem não tem casa... os miseráveis .

Para o psicólogo Walter Varanda, cujo doutorado analisou o morador de rua, fechar vagas no centro para estimular a ida dessa população para outros bairros é tática ineficiente. "Há uma política de higienização, em que a Prefeitura tenta tirar os sem-teto da frente do cidadão", explica. "Mas eles não aceitam se afastar e voltam para baixo de viadutos."

E em outra matéria, esta da Folha (leia aqui ), PREFEITURA DE SÃO PAULO CORTA MERENDA DE CRIANÇAS CARENTES. Esta atitude, mais grave ainda do que a anterior, é um crime. A insensibilidade de que somente governa para os ricos é uma demostração do “choque de gestão” do DEM, PSDB, PPS. Imaginem como será se voltarem ao poder no Brasil.

Com estas duas “notícias” fica bem evidenciado o que pensa esta gente:

Pobre é um estorvo.

Um comentário:

Rebê disse...

Parabéns. É muito bom ver que a Geografia e os professores continuam na linha de frente do pensamento crítico no Brasil. Sou paulistano e entendo o perigo que é a volta do PSDB/DEM ao governo federal.